marketing digital ou marketing tradicional

Marketing de Conteúdo X Marketing Tradicional, qual é melhor para seu negócio?

O Marketing de Conteúdo vem ganhando cada vez mais espaço nos mundo dos negócios atuais. Várias grandes empresas hoje investem em marketing de conteúdo na internet para aumentar o alcance e a fidelização dos seus clientes. Todavia, como o Marketing de Conteúdo é relativamente novo ( o Marketing de Conteúdo na internet surgiu após Brian Halligan – CEO da Hubspot – escrever em 2003 a respeito como funciona o Inbound Marketing  ) , muitas pessoas ainda resistem e não entendem as reais diferenças entre o Marketing de Conteúdo e o Marketing Tradicional.

Para elucidar alguns desses pontos, hoje nós vamos abordar as maiores diferenças que as duas abordagens possuem. Continue lendo!

 

O preço das duas abordagens

Uma das maiores diferenças entre Marketing de Conteúdo X Marketing Tradicional é o preço.

No Marketing de Conteúdo os custos podem ser tremendamente reduzidos e você ainda tem a possibilidade de utilizar ferramentas gratuitas na internet.

No Marketing Tradicional normalmente é necessário gastar uma enorme quantia alugando espaço publicitário em qualquer mídia a disposição, seja ela física ( como um outdoor, ou espaço no jornal ) ou seja ela digital ( como na televisão por exemplo ).

Nesse embate entre Marketing de Conteúdo X Marketing Tradicional, certamente o Marketing de Conteúdo sai ganhando sem sombra de dúvidas.

A “desconhecida” taxa de dispersão

A taxa de dispersão é outro ponto que deve ser levado em consideração quando falamos a respeito do Marketing de Conteúdo X Marketing Tradicional.

Atualmente o Marketing Tradicional vem perdendo cada vez mais a sua eficácia devido a sua alta taxa de dispersão. A taxa de dispersão diz a respeito da taxa de “desatenção” ( ou dispersão da atenção ) que uma audiência em comum tem ao assistir algum conteúdo – normalmente essa taxa é calculada em função da retenção de atenção dos comerciais de televisão ou qualquer outro anúncio em questão.

Atualmente, a grande maioria das pessoas quando entram em contato com algum espaço publicitário tende a ignorar. Isso acontece nos comerciais de televisão e na grande maioria de anúncios que essa pessoa se depara.

Afinal, qual foi à última vez que você assistiu um comercial por completo na televisão, sem usar o seu smartphone para checar as redes sociais? O mundo mudou, a maneira como as pessoas passam o tempo também – e o Marketing de Conteúdo simplesmente segue a nova era digital!

marketing de conteúdo-x-marketing

O Marketing de Conteúdo atinge quem quer “ouvir”

Esse é um dos pontos mais importantes de todo esse embate entre Marketing de Conteúdo X Marketing Tradicional.

O Marketing de Conteúdo não interrompe a sua programação. E o Marketing de Conteúdo também não tem a intenção de falar para quem não quer ouvir. Aliás, toda a premissa do Marketing de Conteúdo é que um conteúdo só é útil para uma pessoa se ele for: especifico e no tempo correto – fora essas duas circunstâncias, o conteúdo perde consideravelmente o seu valor.

Levando isso em consideração, o Marketing de Conteúdo faz um conteúdo que muitas das vezes é especifico e de qualidade para apenas um grupo ( ou nicho ) de pessoas.

O Marketing Tradicional apesar de também focar em um público alvo, esse publico tende a ser muito mais abrangente. Além desse número de pessoas mais alto, normalmente uma campanha de Marketing Tradicional também visa ter uma mensagem mais impessoal, para que a maioria das pessoas que entrem em contato com esse anúncio ou propaganda venha a simpatizar com a mensagem e com o produto em questão.

Por essa razão, quase sempre o Marketing Tradicional é feito em “massa”, o que é completamente diferente do Marketing de Conteúdo. E é claro, um conteúdo em massa é sempre mais caro do que um conteúdo feito “sobre medida”.

 

Achamos que você pode gostar deste artigo também:

5 Problemas empresariais que você pode resolver com marketing de conteúdo

 

O Marketing de Conteúdo Fideliza!

Antigamente a única maneira de fidelizar um cliente era de duas formas: uma era com um atendimento ( ou produto ) de altíssima qualidade, e outra era sendo a única opção que esse cliente tinha para comprar.

Atualmente,  essas duas antigas circunstancias não funcionam mais tão bem quanto antigamente ( embora um atendimento ou produto ainda seja prioridade para a fidelização ).

Um dos maiores “problemas” do modelo anterior, é que as pessoas compravam sem saber quem você é, ou sem saber quais eram os resultados do seu produto – e isso hoje mudou completamente.

Com a internet, a maioria das pessoas faz uma pesquisas antes de realizar a compra. E certamente, após essa pesquisa, muitas das primeiras opções de compra são descartadas – o que leva muitas empresas a perderem o cliente antes mesmo de ter tido o primeiro contato com a venda do seu produto.

Para realmente conseguir “entrar” nesse novo mundo, você deve fazer com que o cliente já goste do seu produto, empresa ou serviço antes da compra. E isso só é capaz de ser feito atualmente com o Marketing de Conteúdo.

O Marketing Tradicional nesse ponto, certamente está muito atrasado e na maioria das vezes antigas mensagens publicitárias já não funcionam tão bem. O que faz mais uma vez o embate Marketing de Conteúdo X Marketing Tradicional tender para o lado da nova abordagem que anda ganhando adeptos no mundo todo.

 Ebook Marketing Digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *